Publicada em 28/11/2011 às 15h59. Atualizada em 01/12/2011 às 16h47

De que cor é seu prato?

Uma alimentação colorida garante mais saúde. Saiba porque com a nutricionista Cristiane Lázaro.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Uma alimentação colorida, variada, equilibrada em quantidade e qualidade garante a ingestão de nutrientes essenciais necessários. Evidências científicas relatam que muitos componentes encontrados nas plantas (frutas, verduras, legumes) são benéficos à saúde. A esses componentes foi dado o nome de fitonutrientes (Acesse o link: Vinho x Saúde). O termo “fito” é originário do grego e significa planta. Além de conferir proteção às plantas eles conferem cor aos alimentos.

Os efeitos benéficos desses pigmentos naturais estão ligados à ação antioxidante, proteção contra os danos causados pelos radicais livres e redução do risco de doenças cardiovasculares.

Então vamos lá! Quem são eles e onde podemos encontrá-los?

Carotenóides

Ah! Esse é um dos mais famosos!! É responsável por várias cores que vão desde o amarelo ao laranja nos vegetais. São eles: ?-Caroteno se converte em vitamina A, protegendo as células do envelhecimento. Fontes: abóbora, cenoura, mamão, manga, damasco. Licopeno repara os danos dos radicais livres que alteram o DNA das células que desencadeiam o câncer. Fontes: tomate, goiaba vermelha, pimentão vermelho, melancia; Zeaxantina e luteína possuem papel importante na redução do risco da degeneração macular (dos olhos). Fontes: espinafre, agrião, brócolis (luteína); pequi e milho (zeaxantina). Bixina e norbixina são responsáveis pela coloração do urucum, aqui na Bahia chamada de corante (o pozinho vermelho que se coloca nas moquecas). Além de antioxidante elas auxiliam na redução do colesterol.


Nossa! Quanto nome complicado, não é?!

Polifenóis

Já falamos um pouco do tanino e do resveratrol, que pertencem ao grupo dos polifenóis, na matéria Vinho x Saúde. Os polifenóis e os carotenóides são os fitoquímicos mais estudados atualmente. Mas existem também as Antocianinas que pertencem a outro grupo de polifenóis chamado de Flavonóides. Achou complicado? Veja o esquema na figura abaixo. As antocianinas estão presentes nas frutas vermelhas e hortaliças escuras. Elas possuem uma alta capacidade antioxidante e estão presentes no vinho tinto (na casca de uvas escuras).

Alguns fabricantes já estão utilizando esse pigmento em geleias, produtos de padaria, sorvetes, iogurtes, gelatinas, entre outros produtos.



Outra coisa muito importante: Pesquisas realizadas com as antocianinas observaram um efeito sinergístico. Ai, ai, ai! Compliquei de vez agora, hein! Simplificando: as antocianinas possuem efeitos antioxidantes potencializados quando ingeridos com outros fitoquímicos. Não se obteve o mesmo efeito quando elas foram usadas isoladamente.

Uma refeição colorida e variada, além de ser mais atraente aos nossos olhos, proporciona a ingestão de diferentes fitoquímicos e esse efeito sinergístico.

Mas fique atento! Esses pigmentos não são os corantes sintéticos utilizados pela indústria de alimentos. Estudos mostraram que os sintéticos, na sua maioria, são nocivos à saúde.

Referências:

 

Compartilhe
Serviços Gratuitos
  • Consultório Dietético
    Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia
    Tel.: (71) 3283-7714 / 7700
    Av. Araújo Pinho, nº32, Canela, Salvador, Bahia
  • Ambulatório Docente-Assistencial da Bahiana - ADAB
    Tel.: (71) 3276 8200
    Av. D. João VI, 275, Brotas, Salvador, Bahia, CEP. 40.290-000
  • Consultório de Nutrição e Saúde da FTC
    Te.:(71) 3281-8110
    Av. Luís Viana Filho, 8812, Paralela,Salvador, Ba, CEP: 41.741-590
 

Redes Sociais