Publicada em 09/09/2011 às 20h13. Atualizada em 13/09/2011 às 00h02

Emagrecer com chazinho? Será que existem mesmo as famosas ‘ervas milagrosas’?

Nutricionista Cristiane Lázaro fala sobre o uso indiscriminado de ervas medicinais para emagrecer.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

“As revistas direcionadas ao público feminino estão recheadas de dicas de chás desintoxicantes, emagrecedores, que combatem a retenção hídrica e que também prometem milagres”.

Recebi um e-mail dizendo: Pretendo começar a tomar o chá de cabelo de milho junto com minha dieta.... rsrsrs! Está uma febre aqui no trabalho.

Você já ouviu falar de chá de cabelo de milho? A sabedoria antiga das nossas vovós nos ensina que os fiozinhos amarelos ou amarronzados que ficam na ponta da espiga de milho, conhecido em outras partes do Brasil por “barba de milho” ou “estigma de milho”, auxiliam na queima de gorduras e combate a retenção de líquidos comuns na TMP.

Uns meses atrás, acompanhei a reportagem que Dr. Dráuzio Varella apresentou no programa do Fantástico sobre Ervas Medicinais e concordo quando ele diz "Antes de oferecer essas ervas aos pacientes, é preciso avaliar a ação delas com rigor científico” (Ervas Medicinais: os conselhos de Drauzio Varella).

As revistas direcionadas ao público feminino estão recheadas de dicas de chás desintoxicantes, emagrecedores, que combatem a retenção hídrica e que também prometem milagres. O que vem a ser esse “rigor científico”? São pesquisas clínicas sérias realizadas com as ervas e que comprovem a eficácia da ação, alerte para os efeitos colaterais e recomendem uma dosagem diária segura. Não estou falando daquela xicarazinha de camomila ou capim santo ingerido antes de dormir, mas sim do consumo compulsivo na esperança de ter encontrado um caminho mais fácil pata eliminar as malditas gordurinhas. Eu sou bem cautelosa e crítica nas minhas recomendações, pois na minha prática clínica pude acompanhar de perto uma jovem que desenvolveu uma cirrose hepática devido ao alto consumo do chá de carqueja. Isso sem falar dos riscos da interação do chá com medicamentos ingeridos pelo paciente.

De curiosidade acessei uma grande base de dados científicos chamada Pubmed (pubmed.gov) e outra chamada scielo (scielo.br) e digitei as palavras water retention body and nutrition (retenção hídrica e nutrição) e não encontrei nenhuma pesquisa a respeito.

Quem sabe um dia, eu como pesquisadora possa compartilhar com vocês: “Elaborada nova dieta que elimina de vez TODAS as gordurinhas extras do seu organismo SEM atividade física e COMENDO todas as coisas gostosas sem pecado”. Até lá vamos nos controlar nas guloseimas, praticar muita ginástica e procurar ter uma alimentação mais saudável.

Referências:

 

 

Compartilhe

Autor(es)

  • Cristiane Lázaro

    Cristiane Lázaro / CRN BA 1617

    Possui graduação em nutrição pela Universidade Federal Fluminense (1997), especialização em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atualmente aluna do Mestrado em Medicina e Sáude Humana da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP)

Serviços Gratuitos
  • Ambulatório Docente-Assistencial da Bahiana - ADAB
    Tel.: (71) 3276 8200
    Av. D. João VI, 275, Brotas, Salvador, Bahia, CEP. 40.290-000
  • Centro de Estudos e Atendimento Dietoterápico - Cead
    Universidade do Estado da Bahia - UNEB
    Tel.: 71 3117-2200, Rua Silveira Martins, 2555, Cabula,Salvador,Bahia, CEP: 41.195.001
  • Consultório Dietético
    Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia
    Tel.: (71) 3283-7714 / 7700
    Av. Araújo Pinho, nº32, Canela, Salvador, Bahia

Redes Sociais